quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

A importância de manter-se focado.


Eu aprendi que não devemos fazer promessas. Afinal, toda promessa pode ser quebrada, e não vamos atingir o que queremos. O correto é saber usar as palavras certas, e por isso eu gosto de usar “fazer metas”, ao invés de “fazer promessas”.
Quando estipulamos uma meta, a tendência é que conseguiremos cumpri-la, o que nem sempre acontece com as promessas. Não é à toa que as empresas trabalham com metas, para que todos possam trabalhar, em conjunto ou não, para o que foi proposto seja atingido.
No entanto, para manter uma meta, existe a necessidade de manter-se focado. Mas como fazer isso? Parece bem simples: primeiro estipule o que você quer, pode ser eliminar peso, prestar um concurso público, mudar de emprego, iniciar um curso de idiomas, etc.; depois, estipule um prazo com data. A data é muito importante, pois é ela quem vai lhe ajudar a se manter focado em seu objetivo.
Se você tiver uma lousa em sua casa, escreva as datas e metas nela para que possa visualizá-las todos os dias, a fim de ser lembrado do que precisa ser feito para cumpri-las.
Caso prefira, para cada meta, faça uma lista de coisas ou atividades que precisam ser feitas no período para que a meta seja atingida de acordo com o planejado. Talvez, dessa forma, seja mais fácil manter-se focado no que precisa fazer.
E por incrível que pareça, o Universo trabalha a seu favor quando estamos a favor de nós, e tudo ocorrerá perfeitamente bem.
Em alguns casos, as metas podem ser atingidas antes do prazo. No entanto, se chegar o dia combinado e você não ter conseguido cumprir o que foi determinado, não desanime, estipule uma nova data e continue no processo. Tenho certeza de que irá conseguir o que tanto deseja.
Às vezes, pode ser que o que você quer, não é o que você precisa. Então, o Universo mexe seus pauzinhos para que tudo fique de acordo com você. Outra vez, não se desanime. Nem tudo o que queremos serve para nós.
Apenas, mantenha-se focado, cumpra o que foi determinado e verá que todo o esforço valeu a pena.

Lembre-se: não existe vitória sem esforço.

Observação: para ajudar a potencializar as suas metas, faça afirmações que possam auxiliá-lo no processo. Use, por exemplo: eu posso, eu quero, eu consigo; eu sou fonte criadora do Universo e crio a minha realidade; tudo o que faço é para o meu bem e o bem de todos; eu sou bom/boa em tudo o que faço; etc. Crie a sua afirmação, ela será de grande valia.

Não desista, persista!

A vitória é de quem acredita e faz!


Namastê.

terça-feira, 3 de janeiro de 2017

O que é Deus?

Se eu te disser que Deus não existe, qual seria a sua reação? Provavelmente, você deve estar pensando que eu sou louca ou que estou completamente bêbada e escrevendo um monte de bobagens.

Eu também passei a vida inteira acreditando que Deus é um ser externo que nos protege, que nos pune quando cometemos erros e nos abençoa quando fazendo algo de bom. Um homem barbudo que fica lá em cima olhando por nós, igual a imagem deste post.
Pura balela.

Deus é apenas um nome. Você pode chamá-lo de Energia, Energia Divina, Energia Universal, Consciência Universal, Consciência Cósmica, ou qualquer outro nome com o qual você se identifica. Porém, Deus não está fora de você, nem te pune e nem te abençoa. Deus está dentro de você, ou melhor dizendo, Deus é você! (agora que a Tânia pirou de vez...)

O mundo só existe porque nós existimos. Somos nós quem criamos a nossa realidade e a realidade de outras pessoas. Se hoje estamos vivendo numa época com grandes recursos tecnológicos e também com muitas tragédias, nós somos os responsáveis por isso, porque somos nós quem criamos tudo isso.

Deus mora em nossos pensamentos, nas nossas emoções, as quais vibram constantemente. Além disso, Deus mora em nossas atitudes diárias. Com isso, somos capazes de criar e/ou mudar a nossa realidade e criar coisas ou situações em outras pessoas e/ou outros países.

Você já não teve aquele momento em que pensou numa ideia e depois de algum tempo alguém colocou essa ideia em prática, criou alguma coisa?

O tempo todo nós captamos os pensamentos/vibrações das pessoas, e é nesse momento que as coisas são criadas, seja por você ou por outras pessoas.

Nós somos ferramentas de Deus. Deus age através de você, e não para você.
O mais difícil é fazer as pessoas acreditarem que é você quem faz todo o trabalho. O mérito do resultado desse trabalho é todo seu.

Recentemente, após a luta da brasileira Amanda Nunes com a americana Ronda Rousey, uma reportagem do Esporte Espetacular mostrou o esforço de Amanda durante o ano de 2016 para conseguir vencer a luta. Segundo a reportagem, ela se manteve focada o tempo todo e treinou muito. No entanto, no dia seguinte a luta, o repórter perguntou o que seria da vida dela depois da vitória, e ela disse: “Primeiramente, eu quero agradecer a Deus...”.

Como assim agradecer a Deus? Ele não fez nada, quem fez foi ela. Deus apenas seguiu os passos que ela dava no decorrer do processo. Deus age de acordo com os seus atos. E Amanda agiu corretamente, treinando muito, se dedicando muito e manteve o pensamento positivo na garantia da vitória. O resultado não poderia ser outro. Se ela tem de agradecer alguém, é a ela mesma.

Sei que parece meio difícil de aceitar (ou acreditar) que Deus está em você. Eu também passei por isso, como já disse. Recentemente eu entendi como tudo funciona, e isso é maravilhoso! Porque você sabe que não dependerá de ninguém e nem de nada para vencer na vida, somente de você! E muito menos terá medo de sofrer as consequências de uma punição que não existe.

Essa energia, que chamamos de Deus, trabalha com você. Se você agir de forma incorreta, ela também irá agir de acordo, coisas ruins irão acontecer. Você não poderá culpar Deus por não estar numa fase de sorte. A culpa é sua. É você quem atua na atmosfera negativa. Quando mudar a sua vibração e acreditar que você é 100% responsável por tudo o que acontece em sua vida, perceberá um grande poder transformador, e sua vida começará a tomar o rumo que você deseja.

A partir de hoje acredite que você tem o mesmo potencial de Deus (ou Buda) e pode fazer qualquer coisa para transformar a sua vida. Liberte-se da ideia de um Deus punitivo, e seja imensamente feliz.


Namastê!

domingo, 1 de janeiro de 2017

O primeiro Gongyo de 2017

Hoje, eu participei do primeiro Gongyo do ano junto com o pessoal da RM Butantã e Morumbi.

O lugar ficou bem cheio. Havia quase 200 pessoas presentes. Lindo.


Eu estou muito feliz em fazer parte da família Soka.




No final, tivemos um brinde de ano novo.

Feliz ano todo! Que 2017 seja repleto de grandes vitórias!

Namastê.

sábado, 31 de dezembro de 2016

Último dia de 2016...


Hoje, último dia do ano. Que as metas sejam renovadas. Que as atitudes mudem. Que haja mais respeito entre todos os seres vivos. Que os obstáculos sirvam para nos manter focados e que a vitória seja garantida em todos os dias de nossas vidas. 

Não espere que 2017 seja diferente. Você é responsável pela sua vida, então, quem tem de ser diferente é você.

  • Faça aquela dieta que você enrola há anos.
  • Faça aquele curso de inglês que você vem empurrando com a barriga.
  • Mude de profissão.
  • Comece uma atividade física que te agrade.
  • Ame mais as pessoas, principalmente aquelas que você não tem muita afinidade.
  • Assuma-se por completo.
  • Ame-se incondicionalmente, desta forma poderá amar os outros.
  • Mantenha-se focado em todas as atividades que fizer.
  • Limpe a sua mente de coisas ruins.
  • Se algo estiver ruim, mude. Mudar é sempre bom, e faz parte da nossa vida.
  • Perdoe sempre.
  • Medite.
  • Ore todos os dias.


Que 2017 seja o primeiro ano da sua mudança!

Namastê.

quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

Uma breve avaliação de 2016

Meu ano não começou muito bem. Depois de terminar um relacionamento doentio, eu sofri muito. Passei o primeiro semestre do ano chorando. Ainda bem que nesse período eu tive apoio do meu amigo Arnaldo, porque eu não sei o eu que teria feito comigo mesma.
Quando julho iniciou-se, as coisas começaram a mudar. Afinal, eu comecei a recitar Nam-Myoho-Renge-Kyo da forma correta, e com isso comecei a me sentir bem melhor. Pelo menos, eu parei de chorar.
Financeiramente, a minha situação até piorou. Passei o ano contando dinheiro, tendo de decidir o que era prioridade para mim. Muitas vezes eu tinha de decidir entre comprar uma calça ou uma camiseta, pois eu não poderia comprar os dois. E para piorar ainda mais, no último dia de trabalho, recebo a notícia que reduziram o número das minhas aulas para 2017. Foi um soco na cara, no estômago, nas costas... Ainda bem que me tornei budista, caso contrário, receber essa notícia seria o martírio para mim. Aprendi que os obstáculos são ferramentas que nos ajudam a vencer na vida. Eu sei que vencerei este desafio, e irei aprender muito com isso.
Nos relacionamentos, nada mudou. Passei o ano sem arrumar namorado. Em compensação, estreitei a minha amizade com o Arnaldo, que hoje o considero como um pai para mim. Muitas pessoas deixaram de falar comigo, outras me deletaram do Facebook, outras eu mesma deletei. Dizem que quando estamos mudando a nossa energia vibracional, o que era ruim vai embora, e novas oportunidades e pessoas começam a aparecer. Ufa! Ainda bem.
Religiosamente, 2016 foi o meu ano. Desde 2014 eu não praticava nenhuma religião. Fiquei desapontada com o Espiritismo, porém, ele sempre foi a minha base. Só não aceitava o jeito como as casas espíritas trabalham, e por isso, decidi tomar o rumo sozinha. Fiquei estudando muito sobre a Lei da Atração, fiz cursos e comecei a colocá-la em prática. Fazia afirmações e visualizações, até que em fevereiro deste ano, tudo começou a seguir o processo de todo o trabalho espiritual feito comigo mesma desde 2014.
Tornar-me Budista foi a melhor decisão que fiz na minha vida. Às vezes, eu penso por que eu não decidi seguir o Budismo antes, mas agora acredito que tudo tem o tempo certo; eu estava sendo preparada, e o Gohonzon veio em boa hora.
Pratico o Budismo há quase seis meses, mas só me converti em outubro. No começo, eu fiquei com algumas dúvidas, mas depois eu tive a certeza de que eu estou no caminho certo.
Agora, meus relacionamentos têm melhorado, pois estou conhecendo pessoas bem bacanas. E o meu conceito em relação ao ser humano também tem mudado.
Lembrem-se de que todos nós somos Budas. Ser Budista é o caminho para encontrar a iluminação.
Em 2016 voltei a pedalar com mais frequência. Fui à Estrada Velha duas vezes, coisa que eu nunca havia feito. Fiz uma trilha com o CAB em março. Tentei fazer a estrada dos Romeiros, mas não foi possível, muita subida... aff. Voltei a malhar na academia. Só não consegui eliminar peso, adoro comer porcaria. (risos)
Também iniciei a minha pós-graduação, graças a ajuda da minha irmã mais velha, a Cássia. Eu nunca pensei em fazer uma pós, e ela veio em boa hora também. Em abril/2017 eu me formo.
Posso resumir que 2016 foi um ano tranquilo. Não aconteceu nada de muito ruim e nem nada de muito bom. Foi um ano equilibrado. Porém, com algumas limitações.
Obrigada Universo por me proporcionar o meu crescimento espiritual. Eu venho buscando isso, acredito eu, desde quando eu nasci e agora encontrei o meu caminho.
Obrigada Universo por me proporcionar grandes aprendizados e crescimento em todas as áreas da minha vida.
Obrigada.

Que 2017 seja o ano da colheita e da vitória!


Namastê.

sexta-feira, 23 de dezembro de 2016

Dois meses de conversão ao Budismo Nichiren

Hoje, faço dois meses que me converti ao Budismo Nichiren. E o que mudou nesse tempo?

Bom, eu estou enfrentando o meu primeiro desafio, e pela primeira vez, eu não estou chateada, muito pelo contrário, eu sei que irei vencer.

No entanto, nesses dois meses o que mudou foi a minha determinação. Eu estou mais ciente da importância do meu papel em minha vida. A ansiedade também diminuiu e estou mais confiante.

Eu tenho certeza de que tomei a decisão certa na minha vida.

“Os resultados do amanhã serão visíveis nas causas que fazemos hoje. Vamos semear as sementes uma a uma, e vencer no presente pelo bem do futuro.”
- Daisaku Ikeda.


Namastê.

quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

Trabalhe com a sua mente


Segundo o Budismo, todos os nossos problemas se originam de nossa mente. No entanto, é com essa mesma mente que somos capazes de mudar/criar a nossa realidade.
Quando falamos de problemas, deixamos que o ego domine a nossa mente, criando situações que não são reais, deixando um problema, que poderia ser resolvido facilmente, ainda pior.
Por exemplo, alguém do trabalho não o cumprimenta como de costume. No entanto, essa pessoa está com problemas e nem se deu conta de cumprimentá-lo, porque ele/a estava envolto em seus pensamentos. Em sua mente egóica, você começa a analisar a situação da pior maneira: “Nossa, ele/a não me cumprimentou hoje. O que será eu fiz de erra? Será que ele/a não gosta mais de mim?” etc, etc, etc.
Nossa mente cria as situações em nossas cabeças, e com isso deixamos de ver a situação como ela é, chegando a conclusões precipitadas e, até mesmo, piorando algo que nem sequer existia.
A mente também é capaz de ajudá-lo a criar a sua realidade, quando aprendemos a focar no presente. O seu poder está no presente, no agora. Não faz sentido algum ficar pensando (ou remoendo) no passado ou no futuro, nada disso irá resolver seus problemas e criar felicidade em sua vida.

Para isso, compartilho um vídeo do filme “Quem somos nós?” que explica, um pouco, a importância de manter a mente focada.


Depois disso, em vez de ficar pensando bobagem sobre o que fez ou deixou de fazer, faça a sua mente trabalhar junto com você. Mantenha-se focado no presente ou naquilo em que você quer. Lembre-se de que a mente perde o foco de 6 a 10 segundos por minutos!

Seja o criador da sua realidade.

Namastê!